Gestão de Pessoas

ARTIGOS:

  • AGREGANDO VALOR A SUA EMPRESA
  • O EMPREENDEDOR E O TEMPO
  • O VALOR DA AMIZADE

AGREGANDO VALOR A SUA EMPRESA 

Rick Warren

Se você tem investido no mercado de ações, compreende o significado de "valorização". Valorizar significa "elevar o valor". Negócios saudáveis têm muitas formas de bens valorizáveis, mas a mais importante delas, em qualquer ramo, são as pessoas que nela trabalham. Todas as coisas se originam ou recaem sobre a liderança, mas o potencial das pessoas que seguem os líderes também é importante. Pessoas de qualidade produzem mercadorias e serviços de qualidade. Com a capacidade de valorizar seus empregados ou companheiros de trabalho cria-se uma empresa mais valorizada.

Como você valoriza aqueles que trabalham para você ou com você? Mostrando-lhes o seu apreço. Como? O melhor meio de investir em seu negócio é demonstrar a importância das pessoas que trabalham com você, reconhecendo sua contribuição para o sucesso da empresa.
Reconhecimento faz brotar o melhor em nós. Ele nos ajuda a aprender melhor e nos estimula a ser mais produtivos. William James, grande psicólogo, disse:

"O princípio mais profundo na natureza humana é o anseio de ser reconhecido."

O célebre autor Mark Twain disse certa vez: "Um bom elogio me impulsiona por uns dois meses!"

A Bíblia tem muito a dizer sobre o valor de expressar reconhecimento.


Por exemplo, ela diz: "...Animem-se uns aos outros e edifiquem-se uns aos outros" (I Tessalonicenses 5.11). O autor de Hebreus exorta seus leitores a: "Consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras... procuremos encorajar-nos uns aos outros" (10.24-25).

Empreendimentos de sucesso valorizam três coisas nas pessoas:


Suas diferenças. Reconhece e valoriza a singularidade. Deus fez cada um de nós diferente por uma razão: a vida seria desinteressante e enfadonha se todos agíssemos da mesma maneira. Existe vigor na diversidade. Concentre-se em criar unidade sem forçar uniformidade.

- Sua confiança. Um ótimo momento para mostrar reconhecimento aos outros é quando eles permanecem ao seu lado durante tempos difíceis. Reconheça as pessoas com as quais você pode contar, especialmente quando está sob pressão.

- Seu esforço. Demonstre reconhecimento pelo que as pessoas fizeram quando deram o que tinham de melhor, se empenhando ao máximo, não importando qual tenha sido o resultado. Um "tapinha nas costas" produz melhor resultado que um chute.

Reconhecimento efetivo apresenta três características:

- É real - é preciso ser genuíno, vir do coração, não superficial ou manipulador.

- É identificável - deve ser expresso de forma clara e específica para que aquele a quem se destina sinta-se reconhecido.

- É constante - deve ser freqüente, não ser "armazenado" ou reservado para ocasiões ou propósitos especiais.

Ken Blanchard, popular escritor, locutor e autoridade em administração,diz: "Adote o hábito de surpreender as pessoas fazendo algo certo!"

Quanto mais você demonstra reconhecimento pelas pessoas com quem trabalha, mais elas gostarão de você, de sua empresa e do trabalho que lhes é solicitado fazer. Pessoas que se sentem valorizadas e reconhecidas são mais alegres, mais produtivas e mais leais.

A propósito: reconhecimento não é algo que funciona apenas no seu negócio.Funciona também com seu cônjuge e seus filhos. Experimente. Eles irão gostar!

Texto de autoria de Rick Warren, autor do best-seller "The Purpose-Drive Life" (Uma Vida Com Propósito), traduzido em diversas línguas, e no qual analisa a importância de um propósito cuidadoso e claramente expresso para guiar a vida cotidiana. Tradução de Mércia Padovani.

Esta mensagem pode ser encontrada no site "Contando Histórias", no endereço: www.contandohistorias.com.br/


 O Empreendedor e o Tempo 

Silvia M. Faria

Nunca se investiu tanto a nível profissional como na atualidade. Vivemos dias onde cada vez mais, o lado profissional tem requerido tempo e energia, dias onde as pessoas tem se desdobrado e participado de muitas coisas, seja por desejo próprio ou por exigência do mercado de trabalho: cursos, palestras, pós-graduações, congressos e treinamentos, visando maximizar resultados e aprender técnicas que levem a uma melhor performance/desempenho profissional. Vale dizer que isto tem produzido um forte reflexo na vida emocional das pessoas, muitos diante de tantas exigências e competitividade têm se deprimido, desenvolvido quadros de insônia, ansiedade, fobia e tantos outros males da alma.

Como conseqüência deste alto investimento no lado profissional e na corrida desenfreada para conquista de bens materiais, vivemos dias onde cada vez mais as pessoas se dizem sem tempo. Sem tempo para fazer o que gostam, sem tempo para estar com quem elas gostam, sem tempo para se cuidar, sem tempo para as “coisas de Deus”. No fundo, elas estão é com duas dificuldades básicas: 

  • Dificuldades de relacionar com elas próprias, com o outro e com Deus, por isto se dizem sem tempo para todas estas coisas;
  • Dificuldades para desfrutar do fruto de suas conquistas: sua casa, seus bens, seu clube, seus filhos, sua vida...

Homens e Mulheres têm penhorado a própria família em prol de seu “sucesso profissional”, seus casamentos estão destruídos, sua relação conjugal em crise, seu cônjuge está ferido e distante; seus filhos cresceram, sem que ele tivesse tempo para acompanhá-los, para levá-los ao jardim, ao colégio, ao clube, para brincar com eles, para saborear a delícia de ver seus primeiros passos e ouvir a melodia de suas primeiras palavras.

Tempo é dinheiro. Mas tempo, também é prioridade. Nossas prioridades, nossos valores determinam a utilização de nosso tempo. Sempre teremos, ou arranjaremos tempo para o que valorizamos, pois gastamos tempo com aquilo que é importante pra nós. Assim como o tempo é relativo, a “falta” de tempo também é relativo. Relativo aos meus interesses, motivações, prioridades e desejos.

Hoje, o maior desafio do empreendedor de sucesso, é administrar, sabiamente, seu tempo. O tempo é o mesmo, todos temos 24 horas por dia, o que faz diferença entre uma pessoa e outra é basicamente, a forma como ela investe e administra seu tempo. O dia tem a mesma duração para os que conquistam, para os que não conquistam; para grandes líderes, para homens simples; para os que fazem muito, para os que fazem pouco.

Portanto, vale a pena, perguntar: Como você tem administrado seu dia, suas horas e seu tempo? Em que você tem investido seu tempo e sua energia? No quê e com quê?

Que o próprio Deus, criador dos céus e da Terra, te ajude a ser uma pessoa sábia e equilibrada, que valoriza o que realmente tem valor nesta vida, que são as pessoas: pais, irmãos, cônjuges, filhos e amigos. Pois o verdadeiro sucesso não é somente ser um bom profissional e conseguir bons resultados em nosso trabalho, mas ser uma pessoa que tenha uma boa administração do tempo e que não viva somente para o trabalho, mas consiga também reservar, prioritariamente, um tempo para estar com ela mesma, para rir e se divertir, um tempo para estar com aquelas que ela ama e, juntos, desfrutar do fruto de seu trabalho.

A propósito, qual a ultima vez que você viajou a passeio (não a negócios) com seu cônjuge e/ou sua família?

 

Desafio:

Faça uma lista de tudo aquilo que você valoriza na vida e que requer tempo. Ex.: Lazer, trabalho, atividades voluntárias, família, Igreja e etc.

Depois desenhe um círculo bem grande e divida-o como se fosse uma pizza. Cada fatia representa uma atividade e o tamanho dela simboliza o tempo dispensado para ela. Quanto maior a fatia, maior o tempo gasto nesta atividade.

Após concluir, veja como ficou é faça pra você as seguintes perguntas:

  • Que sentimentos eu tenho ao visualizar este círculo?
  • Eu estou feliz com esta distribuição do tempo na minha vida?

Se a resposta for sim, parabéns... Continue priorizando aquilo que realmente tem valor pra você. Certamente, você é uma pessoa que tem priorizado relacionamentos.

Se, contudo, a resposta for não, provavelmente você está gastando tempo com coisas que não são tão importantes para você. Seu desafio é parar e rever como estas mesmas 24 horas podem ser redistribuídas.

Lembrando sempre que o mais importante não é o que temos na vida, mas quem temos; não é o que fazemos, mas como fazemos; não é tanto o que falamos, mas como falamos; não é tanto o que conquistamos na vida, mas o preço que temos pago por estas conquistas. Como empreendedores de Cristo que somos, parar e avaliar se faz necessário...

 

Silvia Morais de Faria é Psicóloga e Terapeuta de Casal e Família (silviamoraisdefaria.casalfeliz@gmail.com )


O Valor da Amizade

Descobri cedo em minha carreira profissional que, como quase tudo na vida, negócios giram em torno de relacionamentos. Quando abri minha empresa no ramo fotográfico em 1973, um senhor mais velho, de nome Elgin Smith, acolheu-me e apresentou-me às pessoas que eu precisava conhecer. Desde então, sempre tenho feito negócios com amigos e raramente com estranhos.

Acredito que amizade, ou o potencial para amizade, deveria ter prioridade máxima. Tudo se resume em quem você conhece e quem conhece você.  

Alguém disse que os melhores amigos são aqueles que fazem surgir em nós o que há de melhor. Procurar pessoas que possam me encorajar, com as quais eu possa aprender e que também queiram o melhor para si mesmas e para as que as cercam, me parece critério sólido para avaliar e estabelecer novos relacionamentos. Para ser alguém que outros gostam de ter ao lado é mais do que ter um conjunto de habilidades. Por exemplo, os músicos que conseguem os melhores trabalhos não são os que têm maior capacitação vocal ou instrumental, mas aqueles com quem as pessoas gostam de estar. Isso é também verdade, em vários níveis, para outras profissões.   

Se quer ter amigos, seja amigo. Se quer que as pessoas se interessem por você, mostre interesse por elas. Este é um tópico que a Bíblia considera importante e sobre o qual tem muito a dizer.  

Amizade exige que sejamos amigos. A verdadeira amizade é um relacionamento mutuamente benéfico, tanto nos negócios como na vida pessoal.  Devemos estar dispostos a dar de nós mesmos o que exigimos dos outros.“O homem que tem amigos deve, ele próprio, ser amistoso...” (Provérbios 18.24 – tradução livre).   

Amizade pode ser mais íntimo que relacionamentos familiares. Nossos relacionamentos com membros da família- pais, irmãos, irmãs, primos e avós - são importantes, mas às vezes, por causa da proximidade, do tempo passado juntos, interesses mútuos e lutas compartilhadas, os laços de amizade podem vir a ser ainda mais fortes. O restante do versículo anterior afirma: “...Mas existe amigo mais apegado que um irmão” (Provérbios 18.24).   

Amizade é consistente. Qualquer um pode agir como amigo quando os tempos são agradáveis e as coisas vão bem. O verdadeiro amigo, porém, permanece junto mesmo durante tempos difíceis e graves. “O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade” (Provérbios 17.17).   

Amizade exige sacrifícios. O verdadeiro amigo dá de si mesmo, ainda que isso não lhe seja conveniente ou mesmo lhe seja custoso. O exemplo maior disso encontramos em JESUS CRISTO, que disse: " Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos" (João 15:13).

Autor: Jim Mathis

Contribuição: Renato Tiraboschi